Encerrou na tarde deste domingo (13/10), a maratona de desafios do Hackathon do Horti, que teve por objetivo criar e propor soluções para desafios como a agregação de valor aos produtores, diversificação de cultura e facilidade de acesso e logística rural. Foram doze equipes e mais de 40 competidores na maratona organizada pela Agência de Desenvolvimento de Santa Rosa. Dez equipes chegaram à etapa final de avaliação da banca dos projetos, composta pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural, Agência de Desenvolvimento, Hortigranjeiros, Emater/RS-Ascar e Associação dos Produtores de Hortigranjeiros de Santa Rosa (Aprhorosa).

Com o apoio da Fundação Educacional Machado de Assis (Fema) e a Unijuí foram entregues R$ 8 mil em premiação, no total, às duas equipes que melhor apresentaram soluções aos problemas do desafio, sendo em primeiro lugar, a equipe Princelss Brains, dos participantes Angel Paola Naconechny, Fernando Reffatti, Lara Vanessa Almeida e Renan Carlos Weber, que receberam cinco mil reais, por terem apresentado uma solução global de alimentação em forma de aplicativo.

A segunda colocação do Hackathon do Horti, e que levou o prêmio de R$ 3mil, foi a InovAgro, dos participantes Kelly Lunardi, Luiz Ariel Tibola, Marlon Luis Saling e Pedro Stein, que apresentaram o projeto “Minha Horta ponto com”, onde propõe-se o cadastro de produtores rurais em um aplicativo, para facilitar a logística de distribuição e gestão rural.

As soluções serão divulgadas oportunamente à comunidade, para que possam ser acessadas e aplicadas na prática por produtores rurais da região.

2