Mais de 70 pessoas foram vítimas de acidente no trecho que vai do anel rodoviário até o trevo de acesso à Avenida Borges de Medeiros, o que eleva o grau de necessidade de ser duplicada a rodovia naquelas imediações.

Os dados preocupantes foram apresentados pelo presidente do Conselho Municipal de Desenvolvimento, Fernando Borela e o presidente da Intersindical, João Roque.

Entre as 70 vítimas de acidente naquele ponto da rodovia, três pessoas perderam a vida, um deles num acidente registrado mais recentemente.

João Roque defende que antes de a rodovia ser contemplada com as obras de duplicação, é urgente que as autoridades de trânsito acabem com a alternativa de os caminhões e veículos atravessarem a pista.

A travessia de pista ocorre especialmente entre frente ao portão da AGCO e da Área Industrial.

O Comude e a Intersindical pediram o envolvimento do prefeito Orlando Desconsi na liderança de um movimento de mobilização pela obra.

Fonte: Jornal Noroeste