As articulações que antecederam a interiorização do Governo Tarso Genro em Santa Rosa, levaram a área competente de seu governo a descobrir que a área moveleira impõe-se como o segundo maior pólo do Rio Grande do Sul.

Marcos Coester, presidente da Agência Gaúcha de Desenvolvimento do Estado, observou que este setor nem estava sinalizado entre as prioridades para a região.

O reconhecimento ocorrerá em março, durante o lançamento da política industrial prévia que o governo está preparando.

A Agência lançou ontem à tarde a instalação de um Programa de Extensão Produtiva na região, concentrando um aporte inicial de 550 mil reais.

O programa será coordenado conjuntamente pelo Corede Fronteira Noroeste, Agência de Desenvolvimento de Santa Rosa e Unijuí.

Fonte: Jornal Noroeste