Foi aberta oficialmente na tarde desta sexta-feira a 18ª Feira Nacional da Soja – Fenasoja 2010. A cerimônia, que ocorreu na Praça de Alimentação do Parque Municipal de Exposições Alfredo Leandro Carlson, reuniu centenas de pessoas, entre autoridades a nível estadual, federal e internacional, patrocinadores, expositores, representantes de entidades e comunidade local.

O presidente Marlon Saling destacou o trabalho voluntário realizado por mais de 200 profissionais que se dedicam na organização do evento, e diz que estes representam toda a população de Santa Rosa, que de alguma forma auxilia na realização deste importante evento para a região Noroeste do Estado. Ele destacou a importância da produção leiteira local, que além da produção de soja, garante aos produtores a renda que os fazem permanecer no campo.

Ele adianta que o evento irá incentivar e divulgar a agricultura e pecuária da região, e convidou produtores e toda a população que integrem o evento. Agradeceu ainda aos políticos que atuaram em conjunto com a Comissão Centra da Fenasoja, na busca de recursos para a realização da 18ª edição do evento.

Representando a Governadora do Estado, Yeda Rorato Crusius, o Secretário de Estado de Relações Institucionais, Hugo Prevedello, relatou a importância da região para o Estado. O deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa do Estado, Giovani Cherini, lembrou a origem do nome de Santa Rosa: “jesuítas que habitavam a região deram à um rio aqui localizado o nome de Santa Rosa, e a cidade que se formou nos arredores deste rio, Santa Rosa, foi assim denominada”. Ele diz que lembrou a história da soja partir da cidade, o que mostra a importância da mesma e da Fenasoja para todo o país.

Representando a Câmara Federal, o deputado Henrique Fontana reforçou projetos do governo federal que chegaram e estão sendo executadas na região Noroeste, o que é divulgado durante a Fenasoja. Já o prefeito de Santa Rosa, Orlando Desconsi, destacou as ações locais em prol da agricultura e pecuária, e disse sentir-se honrado em pode, juntamente da Comissão Central, organizar um evento como a Fenasoja. Lembrou também que há 80 anos Santa Rosa lançou a semente da soja, a primeira cultura plantada. Trouxe um histórico do desenvolvimento local onde, após o início do cultivo da soja, chegou a indústria de colheitadeiras, de alimentos, a bacia leiteira, a suinocultura e agora, a fabricação de máquinas de biodiesel. Destacou também o setor metal-mecânico.

“A região também está se constituindo como um pólo de alimentos, construção civil e moveleiro, e logo será reconhecida como um complexo industrial com logística facilitada, com a retomada da ferrovia, tudo graças ao início de tudo, com a produção de soja”, finalizou.

O evento contou ainda com a presença de deputados estaduais e federais, secretários estaduais e municipais, prefeitos da região, vice-prefeita de Santa Rosa, Sandra Padilha, presidente de honra da 18ª Fenasoja, Herberto Werner, Presidente do Conselho Consultivo da Fenasoja, Milton Racho, Superintendente do Ministério da Agricultura no RS, Francisco Signor, e autoridades da Argentina e Paraguai. A 18ª Fenasoja segue até 09 de maio, no Parque Municipal de Exposições Alfredo Leandro Carlson, em Santa Rosa.