Em clima sigiloso, dirigentes da indústria estatal bélica russa Rosoboronexport e a governadora Yeda Crusius trataram ontem dos últimos detalhes para instalação de uma unidade da empresa no município de Santa Rosa, região das Missões.

Com investimento de 50 milhões de dólares, a fábrica irá produzir veículos de uso policial e militar. O secretário estadual da Saúde, Osmar Terra, um dos interlocutores da negociação, confirmou que o anúncio oficial do investimento será feito nas próximas semanas.

Segundo Terra, as tratativas para instalação da fábrica começaram no primeiro semestre de 2007. ‘Inicialmente havia disputa com o Rio de Janeiro, mas com o avanço das negociações acabou sendo confirmado o Rio Grande do Sul.

Acredito que a instalação da fábrica comece ainda neste ano.’ A comitiva de russos foi liderada pelo diretor da Rosoboron para a América Latina, Oleg Strunin, e o diplomata da embaixada da Rússia em Brasília, onde também funciona o escritório da empresa da qual é diretor, Alexei Garin. A troca cordial da estátua de uma Mãe Russa e de um Gaúcho selou as negociações.

A agenda extra-oficial do governo do Estado teve início ainda pela manhã, quando o grupo russo se reuniu com o secretário da Segurança Pública, José Francisco Mallmann. O investimento, que deverá gerar aproximadamente 700 empregos diretos, será feito por meio de consórcio de empresários da região das Missões e da indústria estatal russa.

Alexei Garin (E) recebeu uma estátua de gaúcho de Yeda e Terra
Por Correio do Povo / RS